Pesquisar este blog

terça-feira, 29 de setembro de 2009

National Council Of Teechers of English -Conselho Nacional de Professores de Inglês), para o Dia Nacional da Escrita- Escrevendo-20 de outubro











alt=""id="BLOGGER_PHOTO_ID_5387112812990548498" />

Gosto de escrever à mão, sempre que posso, porque flui igual à água quando cai pela pedra, do alto...











Ilustrações:alguns velhos recortes de jornais dos Anos 60, de jornais onde trabalhei (gazeta cpmercial, A Tarde, urgente, em Juiz de Fora, MG-Brasil), Feira da Cidade(S>Luiz, MA), Jornal do Barreiro -Belo Horizonte, MG),



Rafael Jesus Gonzalez


O poeta Rafael Jesús Gonzalez, nascido na fronteira entre os Estados Unidos e o México, fraternalmente, nos manda essa chamada da National Council Of Teechers of English (Conselho Nacional de Professores de Inglês), para o Dia Nacional da Escrita ("Escrevendo")(20 de outubro), leiam e participem:



Dear family, friends, colleagues - I received an invitation from NCTE (National Council of Teachers of English) to contribute a writing to the National Gallery of Writing to mark the National Day on Writing October 20, 2009, and I pass it on to you.


I know each and everyone of you to be writers (of letters, of memos, of news, of stories, of poems, of opinion, of articles, of essays, of thoughts, of notes) and encourage you to contribute your writing to the National Gallery of Writing.


As a nation, as citizens, we have the responsibility to make ourselves heard -- our concerns, our stories, our dreams, our fears, our ideas, our joys, our beliefs. Please let us share ourselves in all forms of writing, any form of writing. To communicate is a pleasure, a joy - enjoy.


Visit http://www.ncte.org/dayonwriting and contribute to the dialogue and celebrate literacy -- not a luxury but a necessity, not a privilege but a right, not for the few but for everyone.


bless --


Rafael








Important Resources



National Gallery of Writing

National Day on Writing

Become a fan on Facebook

Follow us on Twitter

Talk on the Ning













Thanks again for all your support. Continue to help us get the word out there so that we can put writing front and center on October 20.

Best,

Cari Rich
National Council of Teachers of English (NCTE)
1111 W. Kenyon Road, Urbana, IL 61801-1096
800-369-6283, ext. 3659
crich@ncte.org





Questions, Comments, Suggestions? Email us at ndw@ncte.org

Copyright 2009 National Council of Teachers of English, 1111 W. Kenyon Road, Urbana, IL 61801-1096 Phone: 877-369-6283






--
Rafael Jesús González
P.O. Box 5638
Berkeley, CA 94705


><><><><>

Divulgação:
Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Diretora Regional do InBrasCi
Vice presidente do IMEL
Pesquisadora do MUNAP


><><><><><><

Fiz uma versão para o Espanhol e o Português:

Cara família, amigos, colegas -

Eu recebi um convite de NCTE (o Conselho Nacional dos Professores do Inglês) ,para contribuir com um texto ao National Gallery para marcar o Dia Nacional da Escrita (Escrevendo...),em outubro 20, 2009, e eu passo-lhes a respeito.

Eu sei cada um e todos de você são escritores (das letras, dos memorandos, da notícia, das histórias, dos poemas, da opinião, dos artigos, dos ensaios, dos pensamentos, das notas) e para incentivá-lo contribuir com sua escrita ao National Gallery da Escrita. Porque numa nação, como cidadãos, nós temps a responsabilidade se nos fazermps ouvidos -- nossos interesses, nossas histórias, nossos sonhos, nossos medos, nossas idéias, nossas alegrias, nossa opinião.

Deixem-nos por favor compartilharmos em todas as formas da escrita.
Ppos comunicar-se é um prazer, uma alegria - aprecie.

Visite http://www.ncte.org/dayonwriting e contribua com o diálogo e celebre a Litratura: não um luxo mas uma necessidade, não um privilégio mas uma direita, não para o pouco mas para todos. Bençãos

Rafael


Estimada familia, amigos, colegas -

Recibí una invitación de NCTE (el Consejo Nacional de profesores del inglés) a contribuir con una escritura al National Gallery para marcar el día nacional de la la escritura : el 20 de octubre de 2009, y le la paso encendido.

Sé cada uno y a cada uno de usted para ser escritores (de letras, de notas, de las noticias, de historias, de poemas, de la opinión, de artículos, de ensayos, de pensamientos, de notas) y para animarle a contribuir su escritura al National Gallery. Pues una nación, como ciudadanos, nosotros tienemps la responsabilidad de hacerse oídos -- nuestras preocupaciones, nuestras historias, nuestros sueños, nuestros miedos, nuestras ideas, nuestras alegrías, nuestra creencia.

Por favor compartámosnos en todas las formas de escritura, cualquier forma de escritura. Para comunicar es un placer, una alegría - goce.

Visite http://www.ncte.org/dayonwriting y contribuya al diálogo y celebre la instrucción -- no un lujo sino una necesidad, no un privilegio sino una derecha, no para los pocos sino para cada uno. Bençãos

-- Rafael




Gosto de escrever à mão, sempre que posso, porque flui igual à água quando cai pela pedra, do alto...


dp

Belo Horizonte, MG

DOMIST NEWS


EDS-DOMISTnewsTerça-feira, 29 de Setembro de 2009 10:28
De: "EDS - marco milani" Para: "EDS&DOMIST"


--------------------------------------------------------------------------------

"Settembre 2009


Un immenso saluto a tutti. Ne approfitto per ringraziarvi di essere ancora con noi.

Si riparte, con la fusione di fatto delle due entita', che in effetti sono sempre state collegate: DOMIST e EDS. Su questa scia, la novita' piu' rilevante che presto ci rinnoveremo. Servira' un po' di tempo, ma dopo 8 anni di web doveroso. :)

Oltre a semplificare la navigazione di DOMIST appronteremo anche una serie di interazioni e a mano che ristruttureremo, insieme al nuovo riproporremo la miglior narrativa passata su queste pagine.
Per chi volesse racconti, libri, articoli, ecc. c'e' sempre spazio.


International Literary Project
Letteratura e Pace

Ultime News

--------------------------------------------------------------------------------

perle
CINZIA BALDINI

una mano su di me
ANTONIETTA MENNITTI

quando la morte ti baci in bocca
CLAUDIO BISCIA






Edizioni Diversa Sintonia
associazione culturale


Cerchiamo buoni autori
per il nostro 'futuro'.

info@diversasintonia.it

Con EDS la programmazione 2010/11 e' avviata. In un anno di attivita' abbiamo appreso che il mercato ti 'ascolta' a fatica e come editore devi essere 'specializzato'.

Quindi, nell'insieme, avremo anche delle specialita':
Fantastic-Zen (narrativa spiritual/fanta nel piu' largo senso dei termini) - Connectiva (fantascienza/fantaclassic/fantahorror);
nonche' la manualistica particolare, con Music-book (biografie anche 'narrate') - arti&filosofie (tutto, dall'impropriamente detto 'generico zen' alle arti marziali) - art-toons (non solo fumetti).

Se DIVERSA SINTONIA e' allargare gli orizzonti, con la propensione allo scambio culturale e all'incondizionato meditare, al sociale, al "femminile", all'integrazione, all'internazionale... Edizioni DIVERSA SINTONIA narrativa e saggistica verso: fantastico, mistero, favole e fumetti, metafisica e psicoscienze, music/book, arte e oriente... E' di certo editoria di qualita', di utilita' sociale e libero pensiero, insieme. Sosteneteci.

Ecco i nostri volumi:
Avanguardie Futuro Oscuro - AA.VV.
Antidoti Umani - Francesco Verso
Aiutare gli altri - Andrea Ungarelli
Fantastic-Zen 1 - AA.VV.
Godzilla e altri sogni - Marco Milani
Il Salotto di Lerici - Maria Cristina Buoso



Li troverete tutti su KaleydosLibri
scontati del 20%.


"Kaleydos libri e' una nuova realta' libraria italiana. Perche' Kaleydos? Perche' la nostra consapevolezza e' quella di vivere ormai in un mondo globalizzato, in cui internet permette di raggiungere potenzialmente i luoghi piu' disparati. Cio' puo' e deve diventare una possibilita' di crescita culturale, di sviluppare quel senso comune di appartenenza che ci accomuna tutti come "cittadini del mondo", di creare dei punti di osservazione che permettano di vedere le piu' diverse culture e le rispettive sfaccettature come in un caleidoscopio... Il nostro obiettivo quindi e' quello di fornire non solo una vasta scelta di libri, DVD, musica, audio-book in lingua italiana, ma anche una vasta scelta di opere provenienti da ogni parte del mondo e nelle piu' diverse lingue. Con un'attenzione particolare anche alle nuove tecnologie. Inoltre, coerentemente con un'ottica induttiva che punti ad una crescita partendo dal basso, vogliamo dare attenzione a tutte quelle realta' letterarie non ancora prese in considerazione dai grandi circuiti editoriali e distributivi ma che puntino a dare un contributo interpretativo sui piu' disparati elementi che costituiscono la nostra realta' attuale." - http://www.kaleydoslibri.it


--------------------------------------------------------------------------------

Grazie ancora e alle prossime. Per EDS&DOMIST, Marco Milani
contatti: info@edizionidiversasintonia.it - postmaster@domist.net


Newsletter inviata a 876 utenti list.
Contro lo spamming e in conformita' del D.Lgs. 196/2003 sulla privacy.
Gli indirizzi pubblici nella mailing list sono di iscritti, di autori, di siti amici, di siti-persone-associazioni che ci hanno contattato o inviato pubblicita' letterarie ai nostri principali domini (...@edizionidiversasintonia.it - ...@domist.net) e agli indirizzi di Marco Milani (personal mail e social network).
Se non vuoi piu' ricevere notizie da EDS&DOMIST e' sufficiente inviare una email a:
onlynews@edizionidiversasintonia.it con oggetto NO news."

Divulgação:
Clevane Pessoa de Araujo Lopes

sábado, 19 de setembro de 2009

HOGAR-TERESINKA PEREIRA


HOGAR

La inquietud, cada mañana
de estar todavia en la calle.

A veces no es el techo
la seguridad del hogar.
Necesario es tener un rincon
en donde plantar nuestros sueños.

TERESINKA PEREIRA(*)

Biografia e poemas da autora, mineira que reside nps Estados Unidos e leva uma vida intensa em prol da Paz e da Poesia, das Artes e do Humanismo.

Ela é uma das pessoas com poemas ilustrados por Iara Abreu, na Bibioteca Municipal, em Belo Horizonte, MG, em "Aspectos Urbanos"


Teresinka Pereira

Biography:

Teresinka Pereira: Brazilian-American poet, President of the International Writers and Artists Association (IWA), President of the International Congress of the Society of Latin Culture.

She received from the Knights of Malta Sovereigh Order of St. John of Jerusalem the hereditary title of "Dame of Grace", signed by the Grand Prior S.O.S.J. Dom K. Vella Haber (Malta, January 8, 1997). January 1999 she was appointed Senator of the International Parliament for Safety and Peace. Dr. Teresinka Pereira received, in 1985, the noble title of Dame of Magistral Grace from Dom Waldemar Baroni Santos, Prince of Brazil, for her literary merits.

Teresinka received a Ph.D. in Romance Languages from the University of New Mexico, USA, and in 1997 received the Doctor Honoris Causa degree from the University Simon Bolivar, in Colombia. In 1972 she received the National Prize for Theatre in Brazil, in 1977 she was nominated Poet of the Year by the Canadian Society of Poets, and in 1992 was nominated Personality of the Year by the Brazilian Writers Union. She was awarded a golden "Laurel Wreath" as "Laureate Woman of Letters" from the United Poets Laureate International (UPLI). In 1994 she was the winner of the Su-Se Ru International Literary Magazine Company Prize in Korea, and in Greece, she was the winner of the Prize City of Athens. Also in 1994 was elected Director of International Affairs of the Society of Latin Culture. Since 1989 she is a member of the North American Academy of Spanish Language, corresp. of the Royal Spanish Academy.


1. Enigma

Once I jumped out
of my rose skin
and modestly
entered the fountain
of crystalline enigmas.

Since then I remain unknown
but I have the impetuosity
of a loose ocean
and phosphorescent pupils
to engender
the most daring dreams.



2. Death

To Cheo Seung-Hui*

Your tears became the rain
that mournfully inundated
heavens and earth with a
deluge larger than the
biblical flood prior
to your destiny.

I can only imagine
the darkness of your rage,
untimely and incurable,
the painful wound that
awoke with you
and which you laid out to share
the sacrifice.

The fury of your innocense
made the whole world tremble
leaving so many doubts
and false understandings.

Now that you are in peace
and have rendered your tears
to us, I forgive you for not
being able to decipher
the temporal pretext for living.

* Cho Seung-hui committed suicide
after shooting and killing 32 people
and wounding others at the Virginia Tech
University, April 16, 2007.



3. Nothing

Nothing is a long time
in the waiting room
in grief and sorrow
every morning.

Nothing is returning
to the emancipated breath
of freedom under parole.

Nothing was hope
in the lobies of time,
the fever in my tongue
and inside my body.

Nothing is this life
of strayed eyes and this
almost extinguished
flame still shining
in case that you
decide to love me.



4. Poem For Someone
Who Is Sorry For Me

Just a moment, please!
The night sleeps calmly.
Why do you want to annihilate
the silence of the infinite?
Leave my anguish alone,
let me protect myself
from your perfidious hopes!



5. Anna Politkovskaya

I hold the security agents
that detained you in Chechnya
February 2001, guilty
of violating your human rights.

Today, receiving the news
of your death, I imagine you
in a pit for three days
without food or water
while a military officer
threatened to shoot you...

Finally they did it
on October 7, 2006. Now
the whole world celebrates
your life and death
against oppression.

You don't need any extra words
in a poem about you.
you are the bravest poetry
any human being would love
to have the courage to become.


© Teresinka Pereira

Fonte:http://wps-poets.blogspot.com/2007/05/teresinka-pereira.html

E em Português:
CHUVA

Da janela olho a tempestade.
Os ramos pesados
da arvore abaixam ate' alcanc,ar
a grama molhada.

Um raio ilumina o ceu e a terra
diante dos meus olhos.
Quizera abrac,ar alguem
para compartilhar
a negrura triste desta noite.

TERESINKA PEREIRA


Fonte:http://www.kplus.com.br/materia.asp?co=993&rv=Cigarra

Navegue até estes sites!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Lírios Possíveis-Poesia temática de Gabriel Bicalho




Gabriel Bicalho, na noite de autpógrafos
Fonte:www.jornalaldrava.com.br/pag_noticias.htm(navegue até lá e saiba mais)






Gabriel Bicalho e eu, entregando-lhe o Certificado de Amigo da paz, da Arte, da poesia e da Vida.


Gabriel e Andreia


Capa de Lírios Possíveis


"Ah meu irmão sombrios
(...)

Ah meu irmãos das sombras
(...)

( o primitivo selvagem
ainda habita em nós:
o sangu ferve nas veias )"

Gabriel Bicalho, in"fumaça nos céus"
Lírios Possíveis são todos aqueles , os conhecidos, os imagináveis e os difícieis de se imaginar-embora representados na arte aldravista de Deia Leal, bem à nossa frente, em cinco lindas versões liliáceas , na capa do poemário de Gabriel Bicalho,assim denominado.

Sempre admirei a maneira peculiar desse Poeta encarar o mundo e o redimensionar ou interpretar em versos.Esse seu novo livro(*),lançado dia 16 de julho , na cidade onde mora, Mariana, em Minas Gerais, no Brasil, tem uma característica marcante:é temática, não um mero feixe de poemas já escritos e reunidos por esse ou aquele motivo.Certa vez, Drummond me escreveu que nunca escrevera um livro -em vida, pois deixou poemas póstumos, onde o erotismo , por exemplo,foi base de inspiração ao longo de um tempio dimensionado intimamente.Contou-me, em carta-com a letra miúda e e elegante, que apenas juntava o que ia publicando nos jornais , aqui e ali.Não é esse o caso do mineiro Gabriel Bicalho (*).

O livro trata , de forma contundente, mas terna, da marginalidade-linguagem , incidents cotidianos, condições de vida, sentimentos e emoções.Somente um olhar de humanista poeta alcançaria tal precisão o des/gosto dessa gente menos favorecida..Gabriel Bicalho derrama-se, em Lírios Possíveis, na marginália (Ó tempora, ó mores!)de uma violência que pulsa nas veias dos oprimidos, o submundo no coração dos revpltados, a angústia e a fome de ser apenas isso:uma pessoa quetem direitos garantidos pela Leis dos Homens-que nem sempre as cumprem- e pelas leis Divinas.

Mergulha-se num mar de marginais , para quem o temor está dentro do paladar, muitas
vezes, com gosto de sangue, a escorrer pelos brônquios e exsudar-se da pele suja, suada de fugas e ataques...Pipocar de tiros a ensurdecer e rebentar os tímpanos-até os da imaginação.

O poeta Gabreil observa, registra, poetiza.Os versos fazem baliza e passam no teste de endurecimento que não perde a ternura, na lógica guevariana- pois ao sol da verdade inconteste, amolece e explode em estrelas, quais os tiros nas favelas :metáfora mui bela , quais os próprios lírios im/possíveis do poeta .

Todas as letras são minúsculas, a partir dos títulos.Não sobra nada, nada falta;anesse poemário, nem um finema é vão.os sinais gráficos ajudam a compor a progressão, a supressão.

Ao tomar na boca da alma, a primeira pessoa, em alguns dos discursos poéticos dos personagens que ali dimensiona, não eixa de tornar irmãos os miseráveis-tão frutos quanto ele próprio, de um mesmo Criador.

A edição é primorosa, em papel couché de boa gramatura, encomendada pela editora Aldrava Letras e Artes, em Mariana, às oficinas gráficas da Editora Dom Viçoso..Gabriel Bicalho, a quem eu conhecia como das nuvens,da manhã na roça,das muitas faces marianenses, e que me instava a posar, borboleta que sou, pode agora ser aplaudido sob novo título:poeta dos míseros, que ao seu escrever compassivo, não escapam de um novo conceito da beleza que apenas os bardos podem emprestar à tragédia humana , com toques de universalidade, mesmo que aponte o dedo para sinalizar brasileiros marcados por uma sovciedade de classes tão díspares, desprovidos de tantos direitos, até da Vida,quando precocemente roubam-lhes o precioso Bm.Um direito quase vão, nessas suas pobres histórias sem História.Mas que riquíssimos versos...

Clevane Pessoa de Araújo Lopes.

E eu não poderia concluir a prosa, sem lhe falar em versos:

A Gabriel Bicalho, sobre Lírios Im/Possíveis

Poeta ,
fal(h)as
em tentar mo(st)rar
na PORTA da brutal/idade
da fatal/idade
em qualquer tempo de existirem,
os que des/vivem,
com tais metonímias puras e lapidadas.
Somente consegues
criartear
no tear
do teu parnaso interior
metáforas tão belas
quanto fazer estrelas
na favela
ao pipocar das tuas metralhadoras
de ouro puro
que lançam constelAÇÕES
na escuridão dos miseráveis...

Com afetoe admiração:
Clevane Pessoa


Observação:

Aqui, eu optei por transcrever as notas que escrevi ontem , deitada por ordem médica, enquanto relia Os Lírios Possíveis,que me chegaram às mãos trazidos pela Poeta e também editora Tânia Diniz, nas Terças Poéticas de Brenda Mars (01/09/2009), sobre Poesia Sonora, onde fui convidada a interpretar -com gosto e deliciada-uma estrofe mais longa de "O "Mito da Mulher Poliglota".Desde que o livro foi lançado , queria lê-lo.À porta da AMI, em maio ou junho, mostrei-lhe a boneca de meu Olhares ,Teares Saberes, para que conhecesse o trabalho do amigo paranaense Kiko Consulin, poeta radicado no Maranhão, que o editou e me presenteou- pois editores gostam de cinhecer livros.Ele o folheou, aprovando e mencionou que iria publicar o seu, os olhos brilhando.

Quando estive em Mariana, para a tocante cerimônia de posse na ALB, deixei para os amigos aldravistas, em 30 de maio (**)exemplares desse meu livro novo.Gostamos, os poetas, de trocar impressões.E foi mesmo para nada deter o fluxo de minhas observações sobre Lírios Possíveis, que , ao final, prefiro repassar , escritas por outrem , as notas biográficas do grande poeta.


Eis então, a Biografia do Mestre em poetizar a vida:


"Gabriel José Bicalho, nascido em Santa Cruz do Escalvado, Estado de Minas Gerais em 14 de janeiro de 1948.

Teve sua formação cultural na vizinha cidade de Ponte Nova, onde residiu por muitos e muitos anos, desde a infância. Como funcionário do Banco do Brasil, morou em diversos municípios até se radicar definitivamente na histórica cidade de Mariana – a Primaz de Minas. Colaborou em diversos órgãos da imprensa, inclusive no “Suplemento Literário de Minas Gerais”.

Apareceu em livro pela primeira vez na antologia poética “Vôo Vetor”, da Editora do Escritor – SP em 1974, ano em que lançou seu primeiro livro individual de poesia “Criânsia”.

Obteve prêmios ou menções especiais e honrosas em numerosos concursos, sobressaindo-se a Menção Especial de Poesia que a União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro, conferiu a Criânsia, no Prêmio Fernando Chinaglia II em 1972.

Participou de várias antologias poéticas e têm poemas publicados em obras didáticas, revistas culturais impressas e eletrônicas.

Premiado no Concurso nacional de poesia - Literatura para Todos - MEC/2006, com o livro de poesia aldravista “Caravela – redescobrimentos”, entre milhares de livros, foi o único poeta selecionado de Minas Gerais para fazer parte da coleção do Ministério da Educação “Programa Brasil Alfabetizado”.

“Sua poesia tem um caráter singular e especial – a de aproximar o leitor do mundo da poesia, às vezes falsamente considerado difícil, mas na verdade aberto a qualquer um que queira experimentar seus prazeres. Um livro com textos densos e instigantes para prender o leitor do começo ao fim e fazê-lo raciocinar sobre o que sente ao ler cada um dos poemas escritos com apaixonada inspiração” (Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade - Ministério da Educação).

Autor também de Euge, poeta! (1984), Poemas in: Aldravismo – a literatura do sujeito (2002), Apesar das nuvens (2004) e Enquanto sol - senda 02 de nas sendas de Bashô (2005) e livro de poesia: Beiral antigo (setembro/2007).

Gabriel Bicalho é grande incentivador de cultura em Minas Gerais , no país e estrangeiro. Promoveu, quando gerente da agência local do Banco do Brasil, exposições de artistas plásticos nas décadas e 80 e 90. Incentivou e incentiva novos talentos na poesia para divulgação de literatura e aprimoramento na arte de escrever. Criou jornais de divulgação literária em Mariana, dos quais se destaca o Jornal Aldrava Cultural que já está no seu oitavo ano de produção ininterrupta.

De sua obra, vale destacar o livro Caravela – redescobrimentos, 2006, premiado no Primeiro Prêmio Literatura para Todos, do Ministério da Educação e traz poemas que velejam muito além da pós-modernidade.

"É aldrávico esse Gabriel. Observador, sim, mas não só espectador. Aí ele traça a diferença que lança a aldrava na poesia. Bater, bater, bater, até que alguém venha abrir a porta do sentido que se deseja. Nada ensimesmado, nada autista, nada fora de contexto como os pós-modernistas de academia. O elitista “espectador atento” é chamado a sair da clausura ditada pelo imperialismo cultural das abraliques, das uebês, das academias, das congressites dos homens e mulheres de capa preta das ifes e ieés, para se popularizar, sem transformar-se em bunda, e dedicar-se a “ouvir o mar no marulhar ou ver o mar ao mar olhar”. (Donadon-Leal 2002).

Por esse fato, o livro de Gabriel foi premiado para ser livro de alunos recém-alfabetizados.

Embora sem pretender superar qualquer tendência, a superação desse autismo criado pelo endeusamento do sujeito pós-moderno, desinstitucionalizado para ser servido pelas instituições, é inevitável, e pode ser pensada na inconveniência de batidas insistentes das aldravas nas portas imperiais, que não se abrem para as cabeças interioranas, mas que, por não se abrirem, distanciam-se tanto do mundo em movimento, aldrávico, de batidas renitentes, de movimentos de corpos em rituais de acasalamento, que não há como dizer mais em revisitar o passado, como querem os umbertos, em parodiar ou ser interlocuções de minorias, ou ver somente o texto e o intertexto. O aldravismo é discursivo e interdiscursivo. O discurso da cartilha escolar dos anos 60, da insistência silábica da família “ra - ré - ri - ró - ru”, toma o discurso da incerteza do futuro do pretérito, para construir o discurso das possibilidades ramificadas, próprias do reconhecimento das vozes polifônicas dos discursos: “ramaria / remaria / rimaria / romaria / rumaria”, num conjunto de substantivados coletivos, ecos polifônicos das navegações dáblio-dáblio-dáblio. É a superação do texto. É a compreensão do mundo dos discursos como negação da pretensiosa idéia de interpretação. Gabriel não é só poeta, ele é craque na poesia. (Donadon-Leal-2002)

– Foi fundador e diretor cultural do Jornal “CIMALHA” em 1997 e do folheto literário “4 ou mais poetas” também em 1997.
– Presidente da Associação Aldrava Letras e Artes.
– Membro da Academia Marianense de Letras e da Academia Barbacenense de Letras.
– Cônsul em Mariana de Poetas del Mundo.
– Delegado da União Brasileira de Trovadores - Sessão Mariana, MG
– Vice-Governador do Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais em Minas Gerais.

Fonte:
http://academialetrasbrasilmariana.blogspot.com/
Postado por José Feldman, in http://singrandohorizontes.blogspot.com/2009/04/gabriel-bicalho-1948.html

(**)Mais:
POIETISAS_Llobus_Clevane - 45 visitas - 7 set.Aqui, antes minha posse na Academia de Letras do Brasil-ALB/Mariana, cadeira número 11, Laís Correa de Araújo, ... Em 30 de maio de 2009-Mariana-MG ...

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Iara Abreu recebe merecido prêmio da AVSPE

Foto:Iara Abreu, em uma das reuniões do paz e Poesia(na ONG Arte Pela paz)




A dinâmica e empática Malu Mourão, ao receber minha nota sobre a mostra de Iara Abru-a artista que interpreta a vida e os poetas com sua arte, envia-lhe o prêmio da AVSPE (da qual sou patronesse)2009 - NO SEU 3º ANIVERSÁRIO :

"REPASSANDO


Poeta Clevane Pessoa

PATRONESSE DA AVSPE

--- Em ter, 1/9/09, clevane pessoa dearaújolopes < escreveu:





http://clevanepessoaeoutraspessoas.blogspot.com
Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009

"Aspectos Urbanos-Mostra de Íara Abreu-Biblioteca Municipal em Belo Horizonte, MG-Brasil
O belo sorriso de Iara Abreu, que acaba de fazer a capa de "Nós da Poesia", a ser lançada na Bienal do Livro no Rio de Janeiro,e onde participa com poemas visuais, e também de de ilustrar o livro "Poesia Para Parar Tempo", da Antonio Dayrell, ainda dedicou-se à ilustração de nossos poemas .
Seu dinamismo e generosidade sempre me impressionam muito bem!
Mesmo a camiseta que veste, é uma de suas obras.
Local:Parque Municipal em Belo Horizonte
Créditos da foto:
Clevane Pessoa







Amigos, repasso, da artista plástica Iara Abreu, que gentilmente nos ilustra.
Por favor, ajudem-nos a divulgar seu belo trabalho , que abraça os poetas e seus poemas.
Tenho muito prazer em ter meus versos ilustrados pela amiga talentosa.
Cordialmente:
Clevane Pessoa

BIBLIOTECA MUNICIPAL INFANTIL E JUVENIL

Data:08 a 30 de setembro de 2009

Horários:Segunda a sexta, de 9 hàs 17:30h

Sábados e domingos:até ao meio dia e quinze.

Rua Carangolla 288-Térreio
B:Santo Antonio-Belo Horizonte, MG

A artista exporá objetos, pinturas, desenhos e 89 poemas ilustrados de 51 poetas.

Divulg:Clevane Pessoa



Caros amigos poetas.

"Vocês que participaram comigo das primeiras mostras dos Aspectos Urbanos, estaremos novamente expostos, agora na Biblioteca Municipal de Belo Horizonte a partir do dia 08 de setembro. Não há uma abertura oficial. Estarei lá na galeria no horário de 16hs as 18,30 hs recebendo os amigos. Muito legal fazer exposição em biblioteca pois a frequência de leitores é muito grande.
Além de voces que participaram das primeiras mostras contamos agora com mais a participação de mais os seguintes poetas:
Ataneri Veiga, AnITAvalente,Dimythryus,Jorge Emil, Luis Lyrio, Marco Aurélio Lisboa, Neuza Ladeira,Octávio Roggiero Neto, Paulinho Andrade,Paz Cerrilho, Rogério Salgado & Virgilene Araujo, Ronaldo Werneck, Rosangela Gontijo, Sebastiana Gomes Campos,Teresinka Pereira.

A exposição Foi primeiramente vista na Biblioteca Estadual Luiz de Bessa, depois na Regional Barreiro, posteriormente no Via Shopping e agora fomos convidados para a Biblioteca Municipal de Belo Horizonte.

A antologia "Aspectos Urbanos" de Poemas ilustrados está crescendo e pretendo percorrer outros lugares e agregar outros poetas.

Vocês poetas que entraram nesta mostra podem pesquisar Iara Abreu ou iluarti na google que voces encontram algumas matérias já postadas.

Esses três dias estarei no espaço montando a exposição."

Abraços Iara Abreu
33845104 - 96915104 e 86472314

Divulgação:
Clevane Pessoa
Diret.Reg.do Inst.Imersão Latina e Vice Presidente do IMEL.
Postado por Clevane Pessoa e Outras pessoas às 19:59 0 comentários
Marcadores: Aspectos Urbanos-Mostra de Íara Abreu-Biblioteca Municipal em Belo Horizonte, MG-Brasil